Inscreva-se

2ª fase – Práticas de Desenvolvimento de Grupos Musicais

Metodologia única e inovadora

Durante a 1ª Fase do Curso de Técnicas e Boas Práticas para Regentes, enfatizamos a necessidade do constante crescimento pessoal do regente e de seu grupo como um todo. Agora, como continuidade, a 2ª Fase Práticas de Desenvolvimento de Grupos Musicais, forneceremos as ferramentas para o crescimento dos grupos, de forma coletiva, visando atingir um novo patamar de qualidade. O foco aqui serão aulas práticas voltadas para o desenvolvimento do olhar do regente para o seu grupo como um todo, passando por áreas como afinação, percepção, articulação, entre outros.

A dinâmica do curso

A 2ª Fase do Curso, é composto por 2 módulos, com 9 aulas cada, focadas em exercícios práticos. Além do apoio técnico para o uso da Plataforma Moodle, o aluno conta também com a mediação do aprendizado pelo professor/tutor. Todos os participantes do curso receberão certificado emitido pelo SESI-SP e também assinado pelo Maestro João Carlos Martins.

Público-alvo: regentes que tenham experiência prévia, com interesse em aprimorar e desenvolver a qualidade musical de seu grupo.

Carga horária: 60h

Duração: 3 meses

Gratuito

Conteúdo Programático

O Curso está dividido em dois módulos, com 18 aulas ao todo, voltadas para o desenvolvimento de grupos musicais com ênfase na afinação, articulação, qualidade sonora, precisão rítmica, percepção de conjunto, compreensão musical coletiva. O curso oferecerá ferramentas para o regente detectar possíveis deficiências em seu grupo; auxiliar na definição de prioridades e na solução ou melhora dos vários aspectos que compõem a execução musical; além de outras estratégias que promovem a melhora da qualidade do grupo.

Coordenação pedagógica: Edson Beltrami

O maestro Edson Beltrami iniciou seus estudos musicais aos 6 anos de idade no Conservatório de Tatuí, onde formou-se no curso de Flauta Transversal. Atuou como 1ª Flauta Solo convidado da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp) e seguiu carreira também no exterior como flautista e maestro. Desenvolve, também, intensa carreira como compositor, sendo suas obras editadas e publicadas nos EUA. Foi um dos criadores e regente por 20 anos da Orquestra Sinfônica Jovem do Conservatório de Tatuí, onde hoje coordena da Orquestra Sinfônica e responde como Assessor Artístico do Conservatório Musical e Dramático de Tatuí.